in

Veja alguns exercícios de neuróbica que deixam o cérebro afiado

Assim como o nosso organismo, o nosso cérebro também precisa de vários estímulos para se manter ativo e saudável. Isso se dá ao fato de com o passar do tempo, o cérebro também vai perdendo aos poucos a sua capacidade produtiva e, se não for treinando com exercícios, ele começa a falhar.

Diante desse fato destacado acima, o neurocientista norte-americano, autor do magnifico libro Mantenha seu Cérebro Vivo, criou um estimulo que é chamado de neuróbica, isto é, uma ginástica especifica para o nosso cérebro.

A teoria é baseada no argumento de que, como o corpo, para se desenvolver de forma equilibrada, a mente também precisa ser totalmente treinada, desenvolvida e estimulada. É muito comum não prestarmos atenção no que fazemos de forma repetitiva e, por isso, costumamos esquecer das ações que executamos tempo depois.

O objetivo principal da neuróbica é estimular os cincos sentidos por meio de ginástica, fazendo com que o indivíduo preste mais atenção em suas ações e então, melhora o seu poder de concentração e sua memória. A neuróbica não se trata de acrescentar novas atividades em nossa rotina e sim de fazer de forma diferente o que é realizado todos os dias.

Para o neurologista da Unifesp, tais exercícios ajudam muito a desenvolver habilidade motoras e mentais, já que elas não costumam aparecer em nosso dia a dia. Ele relata que se a pessoa é destro e começa a escrever com a mão esquerda, irá desenvolver sua coordenação motora de modo que consiga escrever com as duas mãos e caso um dia, tenha algum problema que o limite da usar a mão direita, terá a mão esquerda bem capacitada para tal tarefa. Entretanto, o fato de praticar esse tipo de ginástica não significa que a pessoa irá se ver livre de problemas como esquecer as contas mensais, tomar o remédio todos os dias ou algo parecido.

Como é feito a neuróbica?

Essa metodologia é feita na inversão da ordem de alguns movimentos comuns em nossa rotina, alterando nossa forma de percepção, sem precisar modificar a nossa rotina. O objetivo principal é executar de forma consciente as ações das reações emocionais e cerebrais. São exercícios que vão desde ler ao contrário até conversar com aquele vizinho que nunca nos dá bom dia, mas que deixam aspectos emocionais e mentais no nosso corpo.

Portanto, quanto mais o cérebro é treinado mais afiado ele ficará, mas para isso acontecer não precisamos se matar nos testes de QI ou naquelas palavras cruzadas de níveis difíceis para se ter resultados satisfatórios. Essas atividades funcionam sim, mas a neuróbica é ainda mais simplificada. Em vez de se inscrever em um desafio difícil de matemática e ficar decorando formulas, a neurobica indica vestir-se de olhos fechados e andar de trás para frente.

A proposta da neuróbica é simples. Ela pensa em mudar o comportamento de rotina para forçar a memória dos indivíduos. Por isso, é recomendável que os mesmos virem as fotos de cabeça para baixo para concentrar a atenção ou usar um novo caminho para ir as compras de supermercado, levar as crianças para escola ou ir ao trabalho.

Veja algumas ideias para cuidar de si mesmo em 2019

Veja quais são os aplicativos gratuitos para praticar a meditação