in

Tenha um namorado para 2019 ser o melhor ano para você

Tenha um namorado para 2019 ser o melhor ano para você
Tenha um namorado para 2019 ser o melhor ano para você

Ouvi dizer que nascemos sozinhos e morremos sozinhos. Ouvir essa frase pode ecoar dentro de nós de maneira assustadora. Ao pensar sobre os nossos vazios, iremos deparar com o medo da terrível solidão. Para cessar esse momento, quase sempre buscamos por saídas. E para muitos, a resolução é definitiva quando se pode ter alguém compartilhando lado a lado a nossa vida.

Em uma partida de um jornada de expectativas quebradas e dolorosas a procura de alguém é sem sombra de dúvidas o caminho que mais nos deixa com marcas de frustações. Mas, tenha em mente que a vida não precisa ser sempre assim. Optando pelo caminho da auto aceitação, conseguir construir forças ao longo do tempo, gostar do que você se vê dentro de si, temos a consciência que somos literalmente tudo o que precisamos.

Porque temos em mente a necessidade de ter alguém ao nosso lado?

Milena Lhano é uma renomada psicóloga que explica que é comum as pessoas sentirem mais dificuldade em estarem sozinhas. Por isso, as pessoas acabam adquirindo uma necessidade de ter relacionamentos que fazem preencher essa lacuna. E além disso, sentir-se abandonado também potencializa uma vontade de possuir um vínculo amoroso com alguém.

Portanto, esses sentimentos que não somem com um relacionamento. É possível sim cobrir alguns vazios, mas eles ainda estarão intactos, como a poeira debaixo de um tapete, por exemplo. Aceitar esses vácuos é um processo longo e doloroso, porém essencial. Segundo a psicóloga Dayane Fagundes, ela explica que o primeiro passo para a auto aceitação é nada mais que o autoconhecimento.

A psicóloga ainda afirma que, quando conhecemos quem somos, não projetamos ou culpamos os desejos no próximo. “O outro não será capaz de te fazer feliz o suficiente e você verá que somente você poderá fazer isso”.

Abandonar a idealização de que o outro irá realmente nos completar é um passo muito grande para ancorar a nossa autoestima. Segundo a especialista, sentir-se completo é abraçar todos os aspectos de nossa essência. Desse jeito, nunca sentiremos vazios, pois estaremos vivendo a realidade em nossa totalidade.

Milena Lhano ainda completa dizendo que uma parcela de nossas idealizações se originam pela cultura. Conto de novelas, filmes, teatros e contos de fadas vendem um modelo gigante da felicidade. Porém, o convívio familiar, as cobranças e necessidades são as que mais tornam dependentes de outro alguém.

Amor próprio e independência são processos a longo prazo e de forma gradual. Dayane Fagundes explica que ao descobrir o que gostamos de fazer, como queremos viver e o que nos faz mais feliz são etapas importantes na descoberta da nossa autonomia.

Segundo Dayane, algumas pessoas podem até procurar relacionamento em momento de insatisfação para balança os sentimentos. Portanto, cultivar nossa autenticidade é muito importante, por isso devemos estar com alguém que nos aceita da maneira e pelo o que somos. Para ela, isso nunca significará egoísmo ou inflexibilidade, mas sim, o que precisamos para nos posicionar sempre que sentimento a tal da necessidade.

Saiba tudo sobre bem-estar, qualidade de vida e saúde

Sexo: Saiba os benefícios para a saúde