in

Conheça os 3 casos mais estranhos da história da Medicina

Conheça os 3 casos mais estranhos da história da Medicina
Conheça os 3 casos mais estranhos da história da Medicina
  1. O Marinheiro que engolia facas: Em meados de 1979, um americano com 23 anos chamado John Cummings era marinheiro. Em uma noite ele desembarcou com os seus amigos no porto francês. Ali, viram um entretinha com um grupo que fingia que estava engolindo facas. Mais tarde, Cummings, que estava totalmente alcoolizado, se convenceu de que conseguia engolir facas que nem o grupo que tinha avistado. Incentivado pelo grupo de amigos, o marinheiro colocou a faca em sua boca e a engoliu.  Quando um amigo perguntou a ele quantas facas ele conseguiria colocar em sua boca ao mesmo tempo, Cummings respondeu: Todas as que estão a bordo”, e engoliu mais outras três facas. Cummings, não tentou engolir mais facas por anos, porém, em uma festa de 1805 quis fazer graça e repetiu a sua atuação diante de um grupo de marinheiros.

Não passou muito tempo até que Cummings começasse a sentir os efeitos negativos dessa façanha – Cummings começou a sentir dores abdominais e tornou cada vez mais difícil de comer e ele começou a passar tanta fome, que foi morrendo aos poucos. Seus médicos que não acreditavam na história das facas, ficaram abalados quando dissecaram o seu corpo (Cummings morreu em 1809 depois de uma doença longa) e encontraram mais de 30 facas dentro do seu intestino.

  • Os dentes que explodiam: Um clérigo da Pensilvânia há 200 anos atrás, começou a sentir uma dor de dente inexplicável. Totalmente abalado, ele fez de tudo para aliviar a sua dor: bateu a cabeça no chão, correu pelo jardim como um animal e mergulhou o rosco com água gelada. Infelizmente, nenhuma dessas tentativas deram certo.

Na manhã seguinte, ele andava de um lado para o outro em seu escritório, segurando a sua mandíbula, quando um estrondo rompeu seu dente em pedaços, aliviando toda a sua dor naquele momento.

Estranhamente, a explosão do dente do clérigo foi o começo de uma devastadora epidemia de dentes explosivos. A dor de dentes de uma mulher terminou de forma espetacular quando seu molar quebrou com tanta violência que quase a derrubou.

O que será que pode ter causado essas grandes explosões? Muitos especialistas já estudaram várias teorias, que iam de produtos químicos usados nos primeiros procedimentos de tratamento de dente, mudanças de temperatura, força usada quando está com dor ao segurar a mandíbula e entre outras. Porém, nenhuma dessas teorias foi convincente, e o mistério dos dentes segue sem explicações até os dias atuais.

  • Lesma no estomago: Em 1859, uma menina de 13 anos chamada Sarah Ann começou a se queixar de terríveis enjoos. Seus sintomas não eram considerados graves e seus pais não se preocuparam. Em uma tarde, Sarah vomitou um tanto de lesma de jardim todas vivas, e seus pais decidiram que era hora de levar ela ineditamente no médico.

Quando os médicos perguntaram que se ela tinha comido algo incomum, ela disse que gostava de comer alfaces do jardim. Foi então, que o médico concluiu que Sarah havia engolido uma família de lesma.

Escrito por Roseane Gouvea

Conheça as curiosidades dos casos mais recentes de OVNI’S de 2018

Conheça os 5 ditadores que tiveram mortes terríveis