in

Seu cachorro é bravo? Saiba como agir

Seu cachorro é bravo? Saiba como agir

Muitas vezes o comportamento agressivo de um cachorro bravo é associado a sua raça. Em parte, isso tem fundamento. Porém, na maioria dos casos, a agressividade é mais que um comportamento reativo. Contudo, lidar com um cachorro rosnando exige muita calma e cuidado. Acompanhe esse artigo que iremos disponibilizar algumas dicas.

O cachorro que é considerado bravo tem mais a ver com o fato de ser um cão predisposto a ter uma personalidade dominante. Cães da raça shar-pei, dobermann, rotweiller, por exemplo, apresentam mais comportamentos de matilha. Isso porque eles sentem que o tutor tem que se provar mais forte do que eles para que seja respeitado.

As principais causas que levam a um cachorro rosnando, agressivos e feroz são quando o cachorro responde a uma sensação de medo ou instinto de proteção do seu território. Nesse tipo de caso, o componente humano tende a ser o problema. Daí entra a cena da necessidade não somente de se educar o cão, mas também os tutores, para que não incentivem o cão a ser feroz.

Algumas razões do cachorro bravo se dá ao ambiente onde o cachorro vive e a forma de como a sua interação é com os seus tutores. Por isso, é muito importante pesquisar bastante quando se decide adotar um cão para saber quais os cuidados que o seu dono precisará ter.

Os cachorros de grande porte exigem uma boa dose de tempo e paciência de seus donos. Os labradores, por exemplo, são muito ativos e exigem pelo menos uma hora de exercícios para ser gasto toda a sua energia. Sem esse gasto de energia, o pet pode desenvolver quadros de ansiedade grave e isso resultará de forma efetiva em um comportamento agressivo. E acredite quem quiser, esse quadro é desenvolvido de forma totalmente natural.

Por isso, o comportamento do cachorro é responsabilidade de seu tutor. Às vezes, basta uma pequena mudança em sua rotina para que as coisas comecem a melhorar.

Nunca acredite que bater no focinho do cachorro ou dar aquela chinelada ajuda a disciplina a fera. Isso nunca deverá ser feito. Inclusive, métodos punitivos deixam os cães com medo do tutor, e ele pode responder com mais agressividade aos “comandos”. Por isso, adestradores profissionais recomendam usar técnicas de reforços positivo para impor limites, estabelecer regras claras e criar uma rotina para eles.

A dica é sempre tenta perceber o que deixa o cachorro bravo. Se ele avança nas visitas, peça para pessoas ao entrar na casa se afaste do cachorro. O mesmo vale para o cachorro rosnando. Depois, com ele mais calmo, tente fazer com que a visita se aproxima, sempre de forma cuidados.  Caso o cão não lata ou se deixe tocar, recompense sempre com um petisco.

E ah, nunca se esqueça que a segurança deve ser em primeiro lugar. Por isso, sempre ande com seu pet na coleira quando ele frequentar lugares desconhecidos com outros bichos e pessoas.

Quando seu cachorro rosnar, afaste o pet do estimulo que o torna agressivo. Ou deixa que ele veja aquilo que o deixa bravo com algo positivo.

É possível treinar um cão guarda?

É possível treinar um cão guarda?

10 dicas para se divertir com o seu cachorro na piscina

10 dicas para se divertir com o seu cachorro na piscina