in

Quais são os sintomas e tratamento da raiva canina?

Quais são os sintomas e tratamento da raiva canina?

A raiva canina é nada mais que uma zoonose gravíssima e fatal que é transmitida através da mordida ou arranhadura do animal. A melhor forma de prevenir a raiva canina é vacina corretamente o seu pet.

A doença entra em contato com o sistema nervoso, ou seja, o local da mordida. Então o vírus começa a se replicar até atingir o cérebro e, portanto, o sistema nervoso central. É a partir daí que se instala também nas glândulas salivares dos animais contaminados e são transmitidos a outros bichos ou a seres humanos.

Os principais sintomas da raiva canina começam após o período de incubação que são: desorientação, irritabilidade e agressividade. Geralmente, é associado o vírus da raiva somente aos animais domésticos, mas os silvestres, como os guaxinins e afins podem também transmiti-lo. Os animais silvestres são a principal fonte de contaminação aos animais domésticos, isso porque a raiva só é passada de um mamífero para outro mamífero.

Quais são os principais sintomas?

O sintomas da raiva canina é lenta e progressiva, mas são inevitavelmente fatais. Ela é uma doença que afeta o sistema nervoso central, que é um importante centro de comandos do organismo. O animal que for contaminado vai aos poucos perdendo domínio de sua capacidade de resistência física e psíquica.

Muitas pessoas associam a imagem da raiva canina com um cachorro babando. A relação tem sim fundamento: os nervos responsáveis pelo movimento de engolir são extremamente afetados pela doença, então o peludo não consegue realizar essa ação e acaba babando mais do que o normal.

Quando o cachorro tem o primeiro contato com o vírus, começa um período de incubação. A incubação se inicia a partir do momento da mordida ou arranhadura. E daí o vírus circula pelo organismo até os nervos.

Depois disso, o quadro se desenvolve e passa pelo estágio do pródromos. O pródromos tem sintomas mais comuns ás infecções em geral, como dor de cabeça, mal-estar, vômitos e dores de garganta. Logo em seguida, o estágio passa para encefalite que é onde o sistema nervoso central apresenta um quadro inflamatório, o que ocasiona muita dor de cabeça no pet. E por fim, depois que a encefalite for diagnosticada o cachorro começa a ter quadros de coma e muitas vezes vem ao óbito.

Quais são as causas?

A transmissão da raiva acontece pela mordida ou arranhadura como falamos anteriormente. O vírus então fica na saliva do animal infectado, que pode ser outro cão, um gato ou até mesmo um animal silvestre.

Para não contrair a raiva canina é muito importante proteger o seu cachorro. O animal deve ser vacinado pela primeira vez aos quatro meses de vida e depois todos os anos.

O diagnóstico da raiva canina só pode ser feito após a morte do animal. Isso porque são coletados amostras do cérebro para realizar exames laboratoriais para realmente ter certeza. Porém, durante a vida do animal é possível sim suspeitar da contaminação da raiva através de suportes de exames clínicos.

O que fazer com a cadela no cio?

O que fazer com a cadela no cio?

Saiba porque é tão perigoso oferecer chocolate aos pets

Saiba porque é tão perigoso oferecer chocolate aos pets