in

Peru: um ex-presidente morto e outro na UTI

Alan Garcia se matou na manhã de hoje e PPK foi internado na UTI com pressão alta

O povo do Peru foi sacudido nesta quarta-feira (17) pela notícia da morte do ex-presidente Alan Garcia, que tirou a própria vida nesta manhã dando um tiro na cabeça. Pouco tempo depois, a opinião pública daquela País ficou sabendo que o também ex-presidente, Pedro Pablo Kuczynski, o PPK, está internado numa UTI de um hospital da capital Lima.

De acordo com a imprensa peruana, Alan Garcia cometeu o ato extremo para não se entregar à Polícia, que foi até à sua casa na manhã de hoje para prendê-lo. O motivo da prisão seriam as acusações de corrupção que o ex-presidente enfrentava. Ele era acusado de receber propina da empreiteira brasileira Odebrecht.

O relógio marcava 6h25 no horário de Lima (8h25 em Brasília), quando os policiais chegaram à residência de García com um mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça peruana. O ex-presidente teria concordado com o procedimento, mas quando soube que também havia um pedido de prisão, relutou em se entregar.

Os policiais revelaram à imprensa local que Garcia subiu ao primeiro andar da residência para ligar para os advogados. O impasse terminou quando todos ouviram um disparo de arma de fogo. Ele foi socorrido ao hospital Casimiro Ulloa e passou algum tempo em estado de coma. Os médicos resolveram operá-lo, mas durante a cirurgia ele acabou falecendo.

Alan Garcia era acusado de receber propina da Odebrecht

Segundo Enrique Gutiérrez, que é diretor daquela unidade hospitalar, Alan Garcia deu entrada na Urgência com dois buracos de bala no crânio, “um de entrada e um de saída”.

O jornal peruano “El Comercio” divulgou nesta quarta que a Justiça do Peru tinha decidido por uma prisão de dez dias para Alan Garcia. Ele estava sendo acusado de receber dinheiro ilegal da brasileira Odebrecht, durante as eleições presidenciais de 2016.

Atualmente, o Peru é governado por Martín Vizcarra. Em suas redes sociais, o presidente escreveu uma mensagem de condolências para os familiares e amigos de Alan Garcia.

Outro ex-presidente na UTI

Na noite da terça-feira Pedro Pablo Kuczynski, o PPK, passou mal e foi direto para uma clínica em Lima. Ele acabou sendo internado em face de uma grave crise de hipertensão arterial. O advogado de PPK, César Nakazaki, disse que o ex-presidente apresenta um alto risco de um ataque cardíaco, razão pela qual ele passará por um procedimento médico.

“O médico determinou que era necessário interna-lo. Seu médico particular também o viu, eles foram para a Clínica Anglo-Americana”, disse ele a repórteres, dizendo que PPK foi diagnosticado com fibrilação atrial.

“Provavelmente ele deve passar por um cateterismo, pois as imagens determinaram que há um alto risco de obstrução no coração”, acrescentou. Já o congressista e aliado político Gilbert Violeta confirmou que a PPK passará por uma cirurgia e que nas próximas horas os resultados serão conhecidos.

Ex-presidente PPK tem 80 anos de idade e sofre a mesma acusação de Garcia

“O ex-presidente soube da morte de Alan Garcia e essa notícia se juntou ao mandado de prisão preventiva contra ele, gerando instabilidade, afetando ainda mais o seu problema cardíaco”, explicou o aliado.

O ex-presidente, de 80 anos, está cumprindo um mandado de prisão preventiva imposto na quarta-feira da semana passada, por um período de 10 dias. Ele é acusado pelo suposto crime de lavagem de dinheiro como parte do caso da Odebrecht.

O promotor da equipe especial da Lava Jato peruana, José Domingo Perez, pediu a prisão de 36 meses para o ex-presidente.

Cuidado! Seu smartphone pode estar lhe filmando sem você saber

Dinheiro jogado fora: custo anual com a escolta de presos daria para construir 6 presídios federais