in

Mergulhador que salvou meninos na Tailândia se perde em caverna a 120 metros de profundidade

Britânico ficou 28h preso num bolsão de ar até ser resgatado

Cavernas são lugares perigosos para se explorar. E quando a exploração acontece em locais submersos, com o percurso sendo feito sob a água, os riscos devem ser multiplicados. Por mais experiente que seja o mergulhador, o perigo de se perder na escuridão e nos labirintos de rochas são enormes.

Foi o que aconteceu nesta terça-feira (16), com um experiente mergulhador que participou do resgate dos 12 meninos e seu treinador, numa caverna na Tailândia, no ano passado. O britânico Josh Bratchley se perdeu enquanto explorava uma caverna inundada no Estado americano do Tennessee.

Bratchley estava mergulhando numa caverna inundada do Condado de Jackson. Ao tentar voltar para a entrada, não conseguiu achar o caminho de volta e o oxigênio de seus cilindros de ar comprimido estava acabando. Foi então que resolveu se abrigar num bolsão de ar e aguardar o resgate.

Quando ele não retornou à superfície, programado para ocorrer às 15h, seus colegas de mergulho perceberam que havia acontecido algo de errado. As autoridades foram informadas sobre o desaparecimento do britânico e os amigos se mobilizaram para o resgate. Mergulhadores de diversas partes dos EUA se prontificaram a ajudar.

Às 18h do dia seguinte as equipes de mergulhadores partiram em busca do colega perdido. O trabalho era complicado em face da profundidade e extensão da caverna. Entretanto, apenas 1h depois das buscas e Bratchley foi salvo pelos colgas. “Ele estava acordado, alerta e orientado. Seu único pedido quando retornou foi que ele queria comer pizza”, revelou Derek Woolbright, um dos coordenadores do resgate.

Bratchley foi levado para um hospital local e atendido por uma equipe médica, que atestou o estado de saúde dele ser estável. O mergulhador recusou ficar internado no hospital e passar por exames adicionais.

Resgate heroico na Tailândia

O mergulhador britânico incorporou a equipe de mergulhadores que resgatou os 12 garotos e o treinador de futebol da caverna inundada na Tailândia, em um junho de 2018. Na época, os meninos do time de futebol Javalis Selvagens passeavam com seu técnico pela região e resolveram se aventurar por uma caverna.

Bratchley participou da equipe que resgatou garotos e treinador na Tailândia, em 2018

Chuvas torrenciais inundaram a caverna e impediram que eles retornassem à entrada. Eles acabaram ficando presos por longos 18 dias, até serem resgatados por uma equipe de mergulhadores formada por profissionais de várias partes do mundo.

O britânico trabalha como meteorologista da Força Aérea no País de Gales. Pela ação heroica na Tailândia, foi condecorado em 2019. Entrou para um seleto grupo de pessoas agraciadas com o título da Ordem do Império Britânico, uma das principais honrarias do Reino Unido.

Escrito por Carlos

Situação de soldados do Exército se complica mais: morre segunda vítima de ação desastrada

Em 188 anos de história, PM de São Paulo tem seu primeiro policial transexual