in

Curiosidades sobre a privatização das empresas estatais brasileiras

Curiosidades sobre a privatização das empresas estatais brasileiras
Curiosidades sobre a privatização das empresas estatais brasileiras

Você sabia o que é privatização? Pois bem, a privatização ocorre quando o governo vende empresas estatais para a privada. Geralmente, a privatização ocorre quando a empresa estatal não está gerando mais lucro ou quando ela está passando por dificuldades financeiras. Acompanhe esse artigo que iremos disponibilizar curiosidades sobre a privatização brasileira.

De acordo com o levantamento feito pelo Observatório das Estatais, o Brasil possui 138 empresas estatais federais. Se forem contabilizar as companhias que pertencem aos Municípios e Estados, o total passa de 400.

Na década de 1990 o número já foi maior, o país privatizou 119 estatais, segundo o coordenador de Economia Aplicada, Armando Castelar. Ele relata também que os valores, fazem da privatização brasileira naquela época uma das maiores em todo o mundo.

Na contra entra desde a venda de bancos estaduais, venda de geradoras a concessão de rodovias – incluindo a privatização da Telebrás, que levantou R$ 22 bilhões. Há desde sempre empresas já consideradas eficientes, como a mineradora Vale, retrata o Economista.

Paulo Guedes, o “superministro” decidiu manter a estrutura do PPI (Programa de Parcerias de Investimentos) para coordenar as dezenas de privatizações propostas a sua equipe e, além disso, criar uma Secretária Geral de Desestatizações.

Em uma lista de 39 países, a União é dona de mais de 100 empresas. Com dados de 2015, o Brasil tinha na época, colocava o país em quarto lugar. Vizinhos como Colômbia e Argentina, tinham, 39 e 59, respectivamente, estatais federais e economias como Estados Unidos e Reino Unido.

O economista da OCDE que é responsável pela área de monitoramento da economia brasileira, afirma que o Brasil encontra-se no grupo de países que em que todas as estatais possui peso importante.

Levando em consideração no assunto em que as empresas públicas não possui nenhuma ótima, ele avalia que o país tem espaço para melhorar a estrutura e privatizar. Em sua visão, ele considera que o excesso de indicações política e a falta de metas concretas na maioria das estatais tornam sua gestão, menos eficiente do que no setor privado.

Um estudo publicado por pesquisadores da USP em 2005, concluiu que, grosso modo, as empresas privatizadas melhoraram o desempenho desde que passaram a ser geridas pela iniciativa privada.

Professor do Departamento de Economia da USP, Calculou a partir das informações com base em 15 indicadores divulgadas nos relatórios financeiros anuais das empresas, as informações apontam que especialmente gerou um aumento significativo na lucratividade e na eficiência operacional das companhias.

Os pesquisadores reconhecem que o desempenho foi impulsionado pela alta da demanda da China por minério de ferro. E ainda assim, quando se comparam resultados com o Vale no período com os de outras empresas no setor de mineração, o Rio Tinto, os da brasileira, seguem sendo superiores.

Ressalta Carrasco, que parte desses ganhos voltaram para os cofres do governo em forma de impostos, um dos benefícios que ele mesmo considera “ignorados” nos processos do setor de privatização.

Ele ainda acrescenta que no caso da Vale, o governo ainda ganhou com a sua participação na empresa, através do BNDESPar. E através do BDNES, o governo ainda detém lucro de 7% da mineradora.

Escrito por Cafedatarde

Conheça os 5 ditadores que tiveram mortes terríveis

Pais não devem se preocupar muito com o uso de aparelhos eletrônicos, dizem pediatras britânicos