in

Relatos sobrenaturais que fizeram uma cidade brasileira construir discoportos

Eventos sobrenaturais que tiveram relatos que fizeram a cidade brasileira a criar discoportos
Eventos sobrenaturais que tiveram relatos que fizeram a cidade brasileira a criar discoportos

Em uma noite de 1996 os seus detalhes ainda continuam presentes na memória de Lauro Aquino, um empresário de 41 anos. Ele relata que estava jogando baralho com os amigos, e no dia 3 de março de 1996, foi quando avistou uma luz passando pelo céu.

“A pequena vila ficou iluminada e toda a avenida ficou lotada de pessoas apontando para cima para entender o que significava aquela luz intensa.”, relembra Lauro Aquino. Para alguns amigos, aquela luz tratava-se de um objeto voador.

Esse suposto evento aconteceu em Barra do Garças, cidade natal de Lauro em Mato Grosso. No município, onde habita 60 mil pessoas, relatos de disco voador são constantes. Entre as inúmeras lendas contadas por várias pessoas, há moradores que contam caso de pessoas que foram abduzidas, porém, isso nunca foi comprovado.

Lauro conta ter vivenciado em 1996 essa situação, porém, não foi o primeiro relato do tipo feito por vários moradores da cidade, localizada na divisa com Goiás. Muitos outros moradores do município afirmam ter avistado disco voador na região.

Ufólogos e pesquisadores brasileiros há décadas vão na região para investir os inúmeros relatos dos moradores sobre o disco voador. As constantes narrativas dos moradores sobre tal fato e os diversos estudos feitos motivaram a criação de um local para os possíveis pousos de discos voadores no local: o discoporto.

O discoporto é nada mais que um aeroporto para discos voadores foi um projeto apresentado por Varjão, já falecido, que foi vereador da cidade. Em meados de 1995, os parlamentares da Câmara do Município de Barra da Garças aprovaram a iniciativa por unanimidade.

Varjão explicava que o discoporto era uma forma de atrair o turismo do município – além de facilitar o contato com os possíveis extraterrestres.

Depois da então experiência em 1996, Lauro chegou a comentar ter avistado outros objetos voadores que não foram identificados no céu da Barra do Garças. Ele lembra que foram muitas histórias que presenciou por lá.

Lauro comenta que uma das vezes em que viu um suposto disco voador foi em 7 de agosto do ano retrasado. Nessa data, ele estava com a família em uma comemoração, quando percebeu que o disco voador estava sobrevoando na Barra do Garças.

Um renomado jornalista, também relata ter avistado objetos não identificados no céu de Barra do Garças. Ele lembra que era totalmente cético em relação a isso, até ver a primeira vez – foi quando foi surpreendido por uma luz que foi para cima do carro em que ele estava com os profissionais de jornalismo para fazer uma gravação.

Vários relatos sobre os óvnis na cidade possui uma característica em comum – envolvem toda a Serra do Roncador – que tem o seu início em Barra do Garças e chega até o Sul do Pará. O lugar possui cachoeiras, grutas, trilhas, é considerado místico para muitos moradores e turistas que passam por lá.

A Serra do Roncador é localizada no paralelo 15 graus Sul, uma linha imaginaria que passa por lugares considerados místicos onde acumula várias histórias misteriosas.

Polêmicas que envolvem o desenho da Peppa Pig – Saiba tudo sobre aqui

Saiba as razões que fazem com que 2019 seja um ano chave para o Facebook