in

Porque a amamentação é importante na vida dos bebês e para as mães?

Porque a amamentação é importante na vida dos bebês e para as mães?
Porque a amamentação é importante na vida dos bebês e para as mães?

Existem muitas pesquisas que apontam que o leite materno é essencial para a vida da mãe para o filho. A amamentação é tão importante que pode se tornar uma base de uma sociedade emocionalmente e física saudável ao longo prazo para a vida dos dois.

O leite materno é o alimento mais equilibrado e completo para a vida do bebê até os seus 6 meses. O leite humano tem propriedades que a indústria de hoje, ainda não conseguiu produzir mesmo com todo o avanço de tecnologia mundial.

O leite materno é um papel importantíssimo na imunidade dos bebês, pois o leite contém células de defesas capazes de proteger o organismo dos recém-nascidos. Em alguns casos, muitas infecções começam a surgir com oito meses de vida e afetam as crianças que não são amamentadas.

Para a vida das mães, o leite materno é contato direto que a mãe tem com o seu filho e faz com que a amamentação diminua todo o estresse. Além disso, o contato faz com que o bebê se sinta mais seguro e protegido, evitando o choro e a ansiedade da criança.

Ana Gabriela Pavanelli, pediatra do Hospital Edmundo Vasconcelos, explica que o leite humano contém enzimas já existentes pelo organismo da criança. Esses componentes do leite de vaca ou artificiais são estranhos para o recém-nascido e por isso, podem causar alergias no intestino e deficiência de ferro.

Um estudo publicado pela uma renomada revista relata que os bebes que são alimentados exclusivamente com leite materno nos primeiros seis meses tem menos chance de desenvolver catarro persistente em seus pulmões ou asmas. Outra pesquisa, também releva que crianças alimentadas pelos cinco meses tinham um funcionamento bem melhor em seus pulmões.

O esforço do bebe ao sugar o leite materno fortalece os órgãos contra alergia, pois estudos apontam que as alergias começam no primeiro ano de vida deles e quase sempre estão associados ao leite de vaca ou industrializados.

Outra razão é que o leite materno evita cólicas, pois existem proteínas presentes em sua composição.

Ao usar mamadeiras para alimentar os bebês ela faz com que o leite vá direto para a garganta do bebê, comprometendo a primeira parte da digestão e quanto da saciedade. E isso fará com que a criança coma mais do que o necessário. Mesmo quando o leite materno é colocado nas mamadeiras, pode favorecer também esses problemas. Por isso, tenha bastante cuidado!

Por fim, o leite materno combate a anemia e ajuda no desenvolvimento cognitivo das crianças. Um estudo feito com 12 mil bebês revelou que as crianças que foram amamentadas corretamente desenvolve mais rapidamente o cérebro e apresenta melhor raciocínio e vocabulário.

Os bancos de leites que existem no Brasil são basicamente para os bebês prematuros, pois os prematuros precisam  o leite materno para desenvolver melhor o seu sistema imunológico mais imaturos. Caso queira doar um pouco do seu leite, basta encontrar em sua cidade o banco de leite mais próximo. Sempre é valido ajudar os pequeninos, né?

Escrito por Fabricio Pontes

Pesquisas apontam que o vinho é benéfico para a saúde

Porque as mulheres ficam loiras?