in

Conheça as modificações corporais do mundo

Conheça as modificações corporais do mundo
Conheça as modificações corporais do mundo

Diversas culturais valorizam entre seus povos as modificações corporais. Ao longo da história, muitas dessas modificações ficaram bastante marcadas por conta de suas características bizarras.

Um dos costumes mais conhecidos é o alongamento de pescoço, mas há outros extremismos como da afiação dos dentes e o alongamento do crânio. Várias culturas passaram por dolorosos processos para moldar o seu corpo de acordo com a cultura da sua terra.  A seguir, Conheça as modificações corporais do mundo.

1. Alongamento da orelha

Alongar a orelha é um costume bastante antigo, praticados em várias culturas que significa um símbolo de beleza e passagem. Algumas tribos acreditam fortemente que é um processo religioso que afasta todo o mal e toda feitiçaria existente.

2. Disco Labial ou Alongamento Labial

No Sul da Etiópia, muitas mulheres usam um disco preso no lábio inferior. Essa tradição é considerada um ornamento prestigioso para toda a etnia africana. Confeccionado em madeira e hoje em dia em cerâmica também, essa modificação corporal segundo a teoria dada pela National Geographic é de que as mulheres que usam esse disco desencorajam os vendedores de escravos e, além disso, é a sublimação da feminilidade e estilo de beleza das tradições tribais.

3. Espartilhos vitorianos

A modificação corporal mais conhecida no mundo é dos espartilhos vitorianos. As mulheres na era vitoriana deveriam usar os espartilhos no torso inteiro para apertura a sua cintura e ficar com o corpo totalmente moldado.  Ao contrário do que pensamos os primeiros corsets não deveriam ser desconfortáveis.

4. Escarificação

Algumas culturas carregavam muitas cicatrizes pelo corpo com muito orgulho. A escarificação é um processo ritual e de bastante importância em diversas tribos da África. Após uma parte de a pele ser puxada por um espinho a região então é cortada toda com uma lamina, a fim de dar mais atributo ao local da formação da cicatriz.

Esse processo é bastante comum. Os motivos podem variar de região para região e de tribo para tribo. Em algumas tribos, as cicatrizes provocadas são sinais de beleza ou simbolizando a idade adulta. Embora, o processo não seja só para homens, as mulheres também não são obrigadas a se submeter à escarificação.

Contudo, essa prática tem sido cada vez mais rara, pois há risco de doenças por conta do compartilhamento da mesma lâmina e pelos sinais distintivos, as escaras potencializam os conflitos entre tribos – o que tem se tornado cada vez mais frequente entre eles.

5. Plugues Nasais

A tribo dos Apatanis possui uma característica marcante que é das mulheres terem que usar plugues nasais. Quando a essa tradição, acredita-se que as mulheres começaram a ter essas mudanças corporais por conta dos interesses de outros homens das tribos rivais e  na tentativa de identificar possíveis invasões – cada vez que a tribo era atacada, as mulheres eram sequestradas e nunca mais vistas.

No inicio, a tribo decidia que a mulher mais bonita deveria ser “marcada” com os plugues nasais e logo em seguida, outra marca passou a ser adotada: as linhas pretas verticais tatuadas em seus rostos.

Conheça as curiosidades dos Estados Unidos

Conheça os 15 atores mais famosos que quase viraram heróis no Universo Marvel