in ,

A Ciência comprova que as pessoas gostam mais da gente do que podemos imaginar

Creative business idea

Você não é a única pessoa no mundo que preocupa com que as pessoas acham a seu respeito, tenha certeza disso. Todos os dias, a maioria de nós todos duvidou como somos percebidas e julgadas pelas pessoas que nos cercam: seja durante em uma entrevista de trabalho ou em um jantar na cada dos sogros.

O ato de imaginar o que os outros imaginam de nós chama metra percepção, e o que se sabe de toda essa análise é que o que nós achamos que as pessoas gostam menos da gente do que de fato elas realmente gostam.

De acordo com o Psychological Science as pessoas tendem a gostar mais da gente depois de uma conversa simples, sem muito julgamento como costumamos imaginar. Na mesma linha de raciocínio é normal acharmos que não somos bem vistos, mas isso não pode corresponder com a realidade em que vivemos de aproveitar nossa vida social da maneira mais natural.

Muitos pesquisadores realizam vários experimentos sociais para trabalhar essa questão na mente do ser humano, e o primeiro deles consiste em colocar um grupo de pessoas para conversarem durante um período de 5 minutos com outras pessoas que nunca tenham visto na vida. Desse experimento, 36 pessoas participaram e receberam dicas para quebrar o gelo durante a conversa.

Depois do bate-papo, os participantes eram levados em uma sala onde deveriam responder um questionário sobre o quanto gostaram de conversar com o parceiro e responderam também um questionário da percepção que tiveram do parceiro sobre eles. No fim, os resultados relevaram que os participantes subestimam o quanto são parecidas com as outras.

Depois desse teste, os pesquisadores tentaram entender os sinais de que os participantes estavam gostando de alguém durante a conversa. E adivinha só? A gente tende até tentar ignorar esses sinais mais eles são bastante comuns e frequentes.

Outro experimento teve participação de 84 pessoas que não receberam dicas de conversa. A ideia foi para que a conversa fosse natural e depois do fim do experimento, cada pessoa recebeu uma folha para escrever suas impressões sobre os indivíduos que conversaram quanto sobre eles mesmos. De novo, os participantes subestimaram a apreciação dos outros participantes.

Os pesquisadores realizaram novos experimentos para chegar todas as mesmas informações e se as percepções continuavam iguais. Com isso, eles contarão com estudantes que dividiam o mesmo quarto durante um ano. Mesmo assim, os resultados mostrarão que as pessoas continuam percebendo de si com menos interesse do que as pessoas realmente acham delas.

Os pesquisadores acreditam que essa percepção vem das pessoas que costuma ter uma autocritica delas mesmas e acabam tentando melhorar sempre, dia após dia, encontro após encontro, inclusive quando o erro que elas tentam corrigir nem é notado pela outra pessoa.

Para a nossa alegria, os pesquisadores nos explicam que o que se percebe pelas pessoas é que elas são totalmente inseguras por dentro, mesmo dominando todo o assunto. Isso não é um alivio?

8 dicas para ficar ainda mais inteligente

As curiosidades do monumento de Budapeste