in

Peeling: Entenda tudo sobre esse processo

Peeling: Entenda tudo sobre esse processo

Você sabia que o peeling feito na pele é um processo de remoção das camadas que são superficiais da pele?  Eles podem ser feitos com o uso de um produto químico, laser ou físico. No processo de remoção ocorre a destruição de parte ou de toda epiderme, com ou sem a derme, levando a esfoliação e a remoção de lesões, seguida pela formação de um novo tecido dérmico e epidérmico.

Feito a remoção, a pele se reestrutura e se renova, além de estimular a produção de colágeno, substancia que ajuda a firmar a pele. No entanto, os peelings são indicados para tratamento de rejuvenescimento, cicatrizes de acne, flacidez, manchas na pele, entre outros problemas de pele.  No entanto, o resultado varia conforme a profundidade do peeling feito.

Quais são os tipos de peeling?

Existe apenas duas formas de classificar os peelings. O primeiro tipo é a profundidade e a segunda é o material usado para agredir a pele.

 O objetivo do peeling superficial é retirar toda a camada superficial da pele ou nenhuma descamação visível, atuando na camada córnea e estimulando a formação de colágeno. Dessa forma, ela melhora o aspecto e hidratação da pele, clareia levemente o tom da pele, com a frequência e indicação correta, pode também auxiliar nas rugas superficiais, seca as espinhas, acelerar a resposta da pele ao tratamento com cremes, etc.  Ele é um tratamento leve e indicado para peles com acne e oleosas, machas claras ou poros dilatados.

· Peeling médio: Ele esfolia e destrói a epiderme quase totalmente, além da camada córnea, e tem como indicação a atenuação das rugas finas e médias. O procedimento estimula bastante a formação de colágeno. No tratamento são incluídos ácido tricloroacético, por exemplo.

· Peeling profundo: é utilizado ácidos ou aparelhos para esse procedimento. Um dos recursos mais famoso é o peeling de fenol. O processo é complexo em sua preparação da pele e o próprio procedimento requer muitas vezes sedação, já que é feito uma ferida na derme. Além disso, há um risco de infecções e complicações.

Quais são os profissionais que podem fazer?

O peeling é um procedimento que deve ser primeiramente orientado pelo médico dermatologista. Peeling superficiais podem ser feitos com um esteticista, mas peelings médios e profundos apenas com médico, devido as complicações.

Contraindicações

O peeling é totalmente contraindicado para pessoas que não tem fotoproteção adequada. Também deve ser evitado por pessoas que usam isotretinoina nos últimos seis meses, pela diminuição do metabolismo onde o uso de retinóides sistêmicos aumentam a síntese de colágeno e reduz a produção de colágenas, enzina que degrada, o que aumento ainda mais o risco de surgimento de cicatriz.

Aqueles que fazem uso de medicações como anticoncepcionais orais, corticoide ou tetraciclinas interferem também no processo infamatório, que é importante para reepitelização, os estrogênios e contraceptivos orais aumentam o risco da inflação pós-procedimento.

Mulheres gestante também são contraindicadas ao tratamento de peelings médios e profundos, pois ele só podem ser realizados por consenso do médico.

O que é, para que serve a argila verde?

O que é, para que serve a argila verde?

Ph baixo: Alguns produtos prolongam um efeito de cabelo alisado

Ph baixo: Alguns produtos prolongam um efeito de cabelo alisado